gastronomiaverde.com.br

    LOADING
    O Estado de São PauloO GloboCanal FuturaTV BrasilSuper InteressanteNational Geographic

O evento “Food Service – Caminhos da Sustentabilidade” tem segunda edição com presença do setor público e privado

A segunda edição do evento “Food Service – Caminhos da Sustentabilidade” reuniu a participação do setor público e do setor privado. O evento foi mais uma realização do portal Canal Restaurante, em sua fase de pré-lançamento, com a curadoria do jornalista Sergio Lerrer.

Da área pública estiveram presentes Aline Cardoso, Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Social da Prefeitura Municipal de São Paulo, e Marcos Libório, Secretário do Meio Ambiente da cidade de Santos. De parte de São Paulo foi apresentado um programa de segurança alimentar, combate ao desperdício e controle de resíduos. Já do município praiano, foi apresentado a ação chamada “Recicla Santos”, uma campanha para melhorar a produtividade da coleta seletiva, que já subiu de 3% a 10% do volume.

O gestor de sustentabilidade da Cargill, Márcio Barella, apresentou o plano que vem sendo posto em prática pela empresa na logística reversa de óleos de cozinha do grupo. Ressaltou que a efetividade do sistema depende da colaboração de toda cadeia econômica: indústria,comércio e consumidor.

Já Karina Dohme, atriz e nova empreendedora do setor de food service, contou a história da idealização de sua empresa, a rede de alimentos orgânicos e naturais “Quinoa Natural”, hoje presente em Americana e Campinas, no desafio de construir marca de um negócio novo e queno futuro próximo pode ter franquias.

Lisandro Lauretti, chef e sócio da rede Jamie´s Itallian , contou como trouxe ao Brasil essa marca do chef Jamie Oliver, e seu engajamento com a questão de sustentabilidade e o olhar sobre os processos pouco transparentes da indústria de alimentos.

Edgar Ribeiro fez uma apresentação sobre os impactos ambientais a serem previstos no projeto e abertura de um restaurante, e os vários pontos de atenção capazes de gerar controle da eco eficiência. Há todo um lado estrutura, de matérias e de funcionalidade construtiva fundamentais para redução de danos ao meio ambiente.

No encerramento, o consultor de Food Service do FSCI, José Aurélio Claro Lopes, contou sua história de fundador do selo Green Kitchen, um programa de boas práticas ambientais,mantido de forma inclusiva, para beneficiar o aprimoramento ambiental dos serviços de alimentação interessados.

Esta macrovisão de vários profissionais envolvidos com serviços e comércio de alimentos, ou gestão pública do que isso envolve, trouxe a oportunidade em uma só tarde de conferir exemplos na prática de como transformar organizações, criar nelas uma marca de atuação ambiental, e ao mesmo tempo modernizarem seus processos. Seja empresa privadas ou cidades.