gastronomiaverde.com.br

    LOADING
    O Estado de São PauloO GloboCanal FuturaTV BrasilSuper InteressanteNational Geographic

Ostras do Mangue de Quilombo na Cananeia estão em restaurantes

Na ilustração a foto da página do Facebook do QUILOMBO DO MANDIRA. De lá saem mensalmente milhares de dúzias das chamadas ostras /mariscos do Mangue. Localizado na Cananeia, reúne famílias históricas do local que hoje constituem uma Reserva extrativista.

 

 

 

De geração em geral essa região sempre viveu do extrativismo natural. Com a delimitação de terras para esta colônia e também com a falta de permissão para prosseguir explorando a madeira, a atividade econômica restante foi tendo o mangue como fonte. Mas não para os tradicionais caranguejos.

Neste caso específico havia no local uma constante produção de mariscos especiais, mais avermelhados, chamados de Ostras do Mangue. Com a ajuda de assistência técnica de instituições públicos as famílias estruturam-se para realmente empreender um cultivo organizado e em escala maior.

Atualmente uma boa colheita de uma família pode chegar a 30 a 40 mil dúzias ano.

 

 

A forma de comercialização é através de uma cooperativa instituída entre estas mesmas famílias, que compra a produção e revende, gerando receita para a população, para a organização e criando assim também um eco turismo.

São diversos os restaurantes de gastronomia que viraram clientes desta boa história de grupo humano. Tanto nos bairros chiques de São Paulo como Jardins ou Vila Madalena é possível achar as ostras do mangue e saborear um pouco deste trabalho passado de geração a geração.