gastronomiaverde.com.br

    LOADING
    O Estado de São PauloO GloboCanal FuturaTV BrasilSuper InteressanteNational Geographic

Sustentabilidade, palavra nova na relação entre consultorias e empresas na montagem de restaurantes

Semana passada Jair do Rosário, de consultoria de projetos de Caxias do Sul no Rio Grande do Sul, ouviu a pergunta de seu cliente de como poderia reformar o refeitório da empresa agregando processos mais verdes, mais amigos do meio ambiente. Jair pensou um pouco e perguntou o porquê. A resposta foi de que a empresa tinha diversos sócios, era de capital aberto, tinha relatórios trimestrais e tem uma responsabilidade de mostrar que trabalha para a comunidade e sem prejudicá-la.


Este perfil de conversa tem sido recorrente em diversos locais do Brasil, seja em consultorias de projetos, seja em consultorias de nutrição. Nunca alimentação balanceada, alimentação saudável e processos sustentáveis estiveram tão próximos e coligados, trabalham e funcionam como “irmãos” nas diversas camadas da gestão destes setores nas empresas.

Em um momento lá atrás a sustentabilidade era trabalhada como diferencial de relacionamento e marketing. Hoje deixou de ser apenas isso, para ser uma revisão dos procedimentos da empresa assim como em outros departamentos seus, buscando mais competência e mais eficiência.

A empresa quer em seu restaurante menos gasto de luz, menor gasto de água, quer trabalhar dependendo menos de uma só fonte de energia e quer preferencialmente energias mais limpas e renováveis, quer produzir menos dejetos e resíduos, quer gastar menos com logística de lixo, quer celeridade na produção e garantia de qualidade em que o equipamento inteligente depende menos da mão de obra.

Tudo isso significa controle e redução de custos, modernização de sua gestão e também um forte apelo de melhor relação com seus clientes e suas comunidades. Isso é o que motiva empresas como Banco Santander, Hospital Israelita Albert Einstein, Rede Globo e outras a investir na melhora de eficiência de suas cozinhas.

Portanto a palavra sustentabilidade está em definitivo colocada no meio da relação das empresas e das consultorias do setor de cozinhas.
Saber mais sobre ela, saber mais sobre os fornecedores que estão inovando nesta direção e criar inteligências ambientais, passou a ser essencial para a sobrevivência desta forma de prestação de serviços.