gastronomiaverde.com.br

    LOADING
    O Estado de São PauloO GloboCanal FuturaTV BrasilSuper InteressanteNational Geographic

Sardinhas em Lata Como são feitas e suas propriedades

i

Sardinhas em Lata Como são feitas e suas propriedades


Comer peixe cada vez mais passará a ser uma prioridade para as famílias preocupadas em contemplar a alimentação saudável em seu dia a dia. As qualidades nutricionais são consideradas insubstituíveis por outros alimentos e dinamiza a relação de todos com a carne.


Porém nem sempre há mercado próximo da casa das pessoas e isso impede a assiduidade de consumo de peixe. Uma opção que é hábito no mundo todo é o consumo de enlatados. E por incrível que pareça, no universo tão contestado dos enlatados e suas formas de conservação, a de peixes como atum e sardinha é considerado mais natural e menos químico.

Nesse campo, a sardinha é a grande campeã e nem sempre devidamente valorizada. Recentemente alguns chefs estrangeiros em trabalho no Brasil revelaram seu amor e paixão pela sardinha, surpreendendo a muitos que a consideravam “comida de pobre”.

As sardinhas são peixes da família Clupeidae, aparentados com os arenques. Geralmente de pequenas dimensões (10–15 cm de comprimento), caracterizam-se por possuírem apenas uma barbatana dorsal sem espinhos, ausência de espinhos na barbatana anal, caudal bifurcada e boca sem dentes e de maxila curta, com as escamas ventrais em forma de escudo. O nome sardinha vem da ilha Sardenha, onde um dia já foram abundantes.


São peixes pelágicos que formam frequentemente grandes cardumes e alimentam importantes pescarias. Apresentam um importante lipídio: o ômega-3, que se julga ser um "protetor" do coração. As sardinhas alimentam-se de plâncton.

As sardinhas de lata que se encontram nos supermercados podem ser de espécies variadas, desde sardinhas do gênero Sardina (as verdadeiras sardinhas) até arenques. O tamanho dos animais enlatados varia conforme a espécie. Sardinhas enlatadas de boa qualidade devem ter a cabeça e asguelras removidas antes de serem embaladas. Também podem ser evisceradas antes do embale (tipicamente as variedades maiores).

Veja aqui vídeo do Discovery Channel mostrando como são feitas as sardinhas em lata: